Português BR Deutsch English Espanhol
Notícias

Prêmio Água celebra 15 anos da AGEVAP


Foto:


A Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP), em comemoração aos seus 15 anos, vai realizar, no dia 10 de outubro, o Prêmio Água. Criado especialmente para o aniversário, a premiação busca reconhecer iniciativas e atores relevantes na história da agência de bacia. A celebração acontecerá durante a Assembleia Geral da AGEVAP e será aberta a convidados a partir de 11h30.

Os homenageados foram definidos com base em seu histórico de atuação e parceria com a Associação e serão conhecidos no dia. Por sua vez, cada um dos oito comitês atendidos pela AGEVAP indicou uma iniciativa segundo os critérios de relevância social e de representatividade de atuação do CBH. Para as iniciativas há ainda um concurso com a escolha do público. Os Comitês Médio Paraíba do Sul, Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana, Piabanha, Rio Dois Rios, Guandu, Preto e Paraibuna, COMPÉ e CEIVAP tiveram suas indicações divulgadas na página oficial da AGEVAP no Facebook e a mais curtida e compartilhada ganhará o Prêmio Pirapitinga. O nome é uma referência a uma espécie de peixe encontrada no Rio Paraíba do Sul e no Rio Guandu.

Conheça os projetos concorrentes

O Comitê Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana indicou o “Projeto Olhos D’Água”. Seus objetivos são a restauração e conservação de 43 hectares de Área de Preservação Permanente no território do município de Carapebus (RJ), incluindo margens de cursos d'água e nascentes. O projeto busca envolver a comunidade durante sua implementação. Iniciou-se em 2015 e sua conclusão está prevista para 2018.

O projeto indicado pelo Comitê Guandu é o “Plano de Contingência para o Abastecimento de Água”, realizado de 2013 à 2015, que teve por finalidade o controle das fontes de poluição, a minimização do risco de acidentes, as medidas de fiscalização, além de integração mais efetiva dos diversos agentes e atores sociais para eventuais situações de emergência em casos de acidentes, visando a redução de riscos e minimização de possíveis consequências de poluição ambiental.

O “Atlas das Microbacias da Região Hidrográfica Médio Paraíba do Sul” foi sugerido pelo CBH-MPS. O projeto começou a ser desenvolvido em 2016 e foi finalizado em março de 2017. Atualmente encontra-se apenas na versão digital e será impresso em breve. Seu objetivo é apresentar as informações dos 19 municípios que compõem o Comitê da Bacia Hidrográfica do Médio Paraíba do Sul e as delimitações das 42 principais microbacias de sua região hidrográfica.

O Piabanha apontou o “Programa de Residência Técnica do Comitê Piabanha” como seu case. O mesmo visa o levantamento de dados relativos aos recursos hídricos da área de atuação do Comitê, a Região Hidrográfica IV, bem como a realização de atividades técnicas, da estruturação de dados e a produção de mapas, de acordo com as necessidades do Comitê de Bacias. Foi iniciado em 2016 e tem duração prevista até fevereiro de 2018.

O Comitê da Bacia Hidrográfica dos Afluentes Mineiros dos Rios Preto e Paraibuna sugeriu a “Implantação da Cobrança pelo Uso de Recursos Hídricos na Bacia Hidrográfica dos Afluentes Mineiros dos Rios Preto e Paraibuna – PS1”. A indicação consiste na mobilização e esforços conjuntos realizados, dentro dos quais foram percorridos os municípios componentes da bacia hidrográfica em questão, de modo a apresentar o que é a cobrança e qual o seu papel para a gestão dos recursos hídricos. A discussão sobre a implantação da cobrança começou em 2013 e seguiu até abril de 2014. A cobrança, porém, continua em vigor até hoje.

A “Implantação de um sistema de monitoramento de qualidade de água na Bacia Hidrográfica do R2R” é a indicação do CBH Rio Dois Rios e consistiu na instalação de cinco estações de monitoramento de qualidade de água, sendo três na bacia hidrográfica do Rio Dois Rios e duas na bacia do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana. O período de implantação foi de 2014 à 2016 e as mesmas possuem continuam em funcionamento até o momento na manutenção e operação.

O CEIVAP indicou o “SIGA-CEIVAP”, um sistema de informações que tem como objetivo principal auxiliar a tomada de decisão no processo de gestão da Bacia do Rio Paraíba do Sul, por meio de um conjunto de soluções que subsidiam o monitoramento e acompanhamento dos dados das estações hidrológicas e meteorológicas, facilitam a criação e atualização de dados sobre a Bacia do Rio Paraíba do Sul e, também, possibilitam a divulgação de informações sobre a situação dos recursos hídricos da Bacia. Foi implantado em 2015 e permanece em funcionamento até hoje.

A “Elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos” foi indicada pelo Comitê COMPÉ. Contratado pelo CEIVAP através de sua agência de bacia, a AGEVAP, seu objetivo é planejar estratégias e ações para o manejo adequado e sustentável dos resíduos sólidos. O COMPÉ atua apoiando as ações na bacia com a divulgação dos Editais de Chamamento relativos a PMGIRS, visando maior aderência das prefeituras.

 

Atendimento à imprensa

Comunicação AGEVAP
comunicacao@agevap.org.br
(24) 3355-8389


Outras Notícias

Mais Notícias »