Português BR Deutsch English Espanhol
Notícias

Projeto que prevê recuperação e preservação do rio Paraíba do Sul tem inscrições prorrogadas


Foto: Acervo Riorural
Projeto Conexão Mata Atlântica tem como área de intervenção a bacia do rio Paraíba do Sul

As inscrições para os proprietários rurais de seis microbacias das regiões hidrográficas do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana e Médio Paraíba do Sul interessados em participar do Projeto Conexão Mata Atlântica foram prorrogadas até o dia 31 de agosto. A iniciativa visa valorizar e incentivar quem adere a ações de conservação da floresta nativa, recupera áreas degradadas e implementa práticas agrícolas sustentáveis.

A ação une esforços do governo federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), e dos governos dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, para a recuperação e preservação da Mata Atlântica da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul, principal manancial de abastecimento da região Sudeste do país.

Um dos principais objetivos do projeto é recuperar e preservar serviços ecossistêmicos associados à biodiversidade e captura de carbono da floresta, a partir de uma abordagem de manejo sustentável da paisagem, através da promoção de atividades de restauração ecológica de florestas nativas e regeneração natural, com benefícios de captura e manutenção de estoques de carbono relacionados ao uso da terra, mudança do uso do solo e silvicultura, e da biodiversidade.

Atualmente, mais de 200 proprietários rurais das áreas atendidas no estado do Rio já manifestaram interesse em serem beneficiados pelo projeto Conexão Mata Atlântica. A fase em que o projeto se encontra no momento, para os interessados que já manifestaram interesse, é a de apresentação da documentação e elaboração da proposta técnica, que indicará as áreas e ações a serem trabalhadas nas propriedades.

A proposta prevê recompensar o produtor rural por meio do mecanismo financeiro de Pagamento por Serviço Ambiental (PSA). O projeto tem duração de 5 anos (2017- 2021) e, até a conclusão, a meta é alcançar 1.500 hectares de conservação de floresta nativa, 750 hectares de restauração florestal e 1.500 hectares de conversão produtiva.

Os proprietários rurais interessados em aderir ao programa, deverão se inscrever no Edital de Seleção Pública do projeto (inea.rj.gov.br/conexaomataatlantica), apresentando manifestação de interesse e um Plano de Ação que conterá a indicação das áreas a serem recuperadas na propriedade. A obrigatoriedade exigida é o imóvel estar inscrito no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro

13/07/2018
COMUNICAÇÂO AGEVAP
Telefone: (24) 3355-8389
E-mail: comunicacao@agevap.org.br

Outras Notícias

Mais Notícias »